Goodreads

Destaques

1 Um Dia


Sinopse:

«Podemos viver toda uma vida sem nos apercebermos de que aquilo que procuramos está mesmo à nossa frente. 15 de Julho de 1988. Emma e Dexter conhecem-se na noite em que acabam o curso. No dia seguinte, terão de seguir caminhos diferentes. Onde estarão daqui a um ano? E no ano depois desse? E em todos os anos que se seguirão? Vinte anos, duas pessoas, um DIA.»



O 9º Livro mais vendido na Amazon em 2009.

1º Lugar dos Tops no Reino Unido.



Editora: Civilização Editora (2010)
N.º Páginas: 456
Título Original: One Day
Cotação: 


 

A Minha Opinião:

Nunca me senti tão traída por um autor como com este livro! 

Comprei-o por impulso, depois de me cruzar algumas vezes com ele (tanto versão portuguesa como original) em diversas livrarias, sem ter sequer alguma vez lhe pegado, olhando apenas para a capa com perfis laranja e pensando: "mas que raio de autor permite uma atrocidade estética destas?!"… Pois bem, agora conheço a resposta: um autor que se está a borrifar para a aparência exterior do livro porque sabe que o que está lá dentro é fe.no.me.nal

Um Dia é o livro mais irritantemente inesperado que já li - o autor arrasta-nos até um final imprevisível e enganador. Confesso que durante a sua leitura, pensei diversas vezes "meh…não está mauzinho". Mas é quando passamos os olhos pelo último ponto final deste livro que a realidade se abate sobre nós. Este é definitivamente um aqueles livros que exige que nos afastemos dele e o encaremos como um todo. 

Nicholls conta-nos uma história de amor realista, sem pretensão de nos encantar com um romantismo adocicado. Não é, de facto, um livro adequado a deslumbrados. 

A caracterização das personagens é excelente. Sentimo-nos intimamente familiarizados com Dex e Ema. Relacionamo-nos com eles através dos seus disparates - tornamo-nos condescendentes para Dex e torcemos mesmo para que Ema, tão sonhadora e sem qualquer auto-estima, obtenha sucesso na vida (tanto profissional como pessoal). E sentimo-nos completamente frustrados por não perceberem, especialmente Dex, como são perfeitos um para o outro. 

Normalmente os protagonistas são-nos apresentados no início do livro, com a descrição das suas características principais e uma ou outra faceta. São-nos contados eventos do seu passado que os levaram a ser como são. Mas, em Um Dia, presenciamos esse passado, percorremo-lo com eles ao longo de 20 anos…passamos o livro todo a conhecê-los! 

A escrita descritiva de Nicholls é básica, simples e concisa, nada maçadora, transmitindo-nos detalhes interessantes, sem, contudo, perder tempo ou dispersar. Mostra-nos a importância que podem ter as nossas escolhas, não só na nossa vida mas também na daqueles que nos são mais próximos. E que nem tudo corre sempre bem, mas que são os bons e pequenos momentos da vida que devemos guardar connosco. 

Podemos adorar ou odiar este livro, por vezes, até as duas coisas ao mesmo tempo, mas é impossível ficar impassível perante esta história. Toda a desolação e emoção que sentimos no final do livro vem realmente de nós, pela nossa sensação de perda, não sendo apenas uma absorção da dor de outrém, das personagens, através do relato da sua dor - e é isto que torna Um Dia um livro tão especial! 

Recomendo imenso esta leitura, não tanto pela sua história, mas pela experiência! 

De rir e de chorar - memorável!





✏ David Nicholls nasceu em 1966 em Eastleigh, Hampshire. Estudou teatro antes de se dedicar a escrita. De entre os seus êxitos televisivos destacam-se a terceira série de Cold Feet, Rescue Me e I Saw You, bem como uma muito elogiada versão moderna de Much Ado About Nothing e uma adaptacao de Tess of the D’Ubervilles, ambas para a BBC. Para além de romances, David Nicholls escreve guiões para cinema e televisão, e já foi duas vezes nomeado para os prémios BAFTA. O seu primeiro romance e best-seller, Uma Questão de Escolha, foi seleccionado para o Richard and Judy Book Club em 2004 e adaptado para o cinema em 2006 (em Portugal com o nome Concurso Viciado). O argumento do filme foi escrito pelo próprio David Nicholls e a personagem principal foi interpretada por James McAvoy.

Nós - Jacarandá Editora 2014   Uma Questão de Atração - Livraria Civilização Editora 2011  Um Dia - Livraria Civilização Editora 2010

Um comentário:

  1. Realmente este o livro que se ama talvez por se identificar com os personagens e se odeia pelo modo como se é tratada a história(o que torna novamente o gosto contraditório pois até esse tratamento é fascinante) e por fim o seu final trágico. Mas ainda assim é um livro apaixonante.

    ResponderExcluir