Goodreads

Destaques

0 Vidas Esquecidas | opinião


Com uma sinceridade inquietante, Vidas Esquecidas conta a história comovente de duas mulheres de mundos opostos, cujos caminhos assombrados pela tragédia estão unidos por laços de amor, dedicação e coragem.

Carolina do Norte, 1960. A vida de recém-casada Jane Forrester como assistente social está longe de ser o que ela esperava. Entre as plantações de tabaco de Grace County, Jane encontra um mundo de extrema pobreza, muito distante da vida que conhecia.

Após perder os pais, Ivy Hart, de 15 anos, tem de cuidar da avó, da irmã mais velha e do seu sobrinho. Lidar com o envelhecimento da avó, a doença mental da irmã e a sua epilepsia é cada vez mais difícil, e Ivy vai-se apercebendo de que a sua família precisa de mais apoio.

Quando uma jovem assistente social começa a acompanhar a família Hart, não imagina o quanto a sua ajuda é necessária. À medida que entra nos corações das mulheres Hart, Jane descobre segredos sombrios e obscuros, e é empurrada para um dilema que coloca a sua carreira em risco, ameaça destruir o seu casamento, e, em última análise, determinará o destino de Ivy e da sua família para sempre.


Autor: Diane Chamberlain   
Editor: TopSeller (Março, 2016) 
Género: Romance
Páginas: 384
Original: Necessary Lies (2013) 

opinião
★★★★

Vidas Esquecidas tem por base um tema muito interessante que eu ainda não tinha tido oportunidade de ver romanceado: a esterilização involuntária de um largo número de indivíduos de ambos os sexos na Carolina do Norte.
Considerando vantajoso, os assistentes sociais podiam, desde que convenientemente fundamentada, emitir uma petição para a esterilização de um indivíduo que estivesse a cargo do Estado (reclusos e pensionistas com epilepsia ou perturbações mentais). Embora bem-intencionados, não podemos ignorar o preconceito e a arrogância envolvidos no acto de tomar esta decisão por outrém, uma arrogância que poderia também conduzir ao abuso de poder e à generalização do perfil dos 'candidatos'.

Neste livro, Diane Chamberlain centra-se em duas fascinantes histórias de vida que, partindo de pontos muito distintos, acabam por seguir a par.
Recém-casada, Jane não desiste da ideia de ter um emprego, contrariando assim o marido que, além de querer começar já a constituir família, vê o trabalho da mulher como algo embaraçoso para o seu estatuto de pediatra já que dá a ideia de que ele não a consegue sustentar. Rapidamente, Robert começa a acusá-la de estar obcecada com o trabalho e de colocar as necessidades dos outros à frente das dele… Jane parece cada vez menos a mulher ideal para o estilo de vida que ele sempre sonhou.
Com 15 anos de idade, Ivy vive num meio rural empobrecido, trabalhando numa de plantação de tabaco. Partilha a casa com a sua mentalmente frágil irmã Mary de 17 anos, o pequeno sobrinho William que exibe problemas de desenvolvimento/aprendizagem e a avó, cujos problemas de saúde tendem a agravar-se de dia para dia. A única alegria na vida de Ivy é o namoro que mantém às escondidas com o filho do patrão… um namoro que poderá vir a custar-lhe muito se descoberto.

Quando Ivy é inscrita no programa de esterilização, Jane vê-se obrigada a quebrar várias regras para lutar pelo que acredita ser correcto: não julgar os outros nem julgar pelos outros. Por vezes parece que tem o mundo inteiro contra ela e até mesmo os que tenta ajudar a acusam constantemente de não conhecer a realidade em que eles vivem. Embora isso seja verdade devido às enormes diferenças entre as classes sociais, tal não invalida o esforço de Jane de querer realmente ajudar e a sua coragem e zelo são inegáveis.
Tão diferentes, Ivy e Jane estão destinadas a mudar a vida uma da outra para sempre.

Com uma prosa agradável, personagens realistas, um enredo interessante e comovente, Vidas Esquecidas surpreendeu-me pela positiva!






Diane Chamberlain é autora de vinte e um romances de sucesso, publicada atualmente em mais de uma dezena de línguas. A sua escrita centra-se sobretudo nas complexas relações entre homens e mulheres, pais e filhos, irmãos e amigos, por vezes com um toque de mistério e suspense. O resultado são livros emocionantes que nos levam numa montanha-russa de conflitos, encontros, desencontros, surpresas e expectativas, que prendem os leitores e se lêem de um fôlego.



Nenhum comentário:

Postar um comentário