Goodreads

Destaques

0 Hitler - O sonho do Führer, O Pesadelo do Mundo + Opinião

  Um perpétuo vaivém entre os anos em que o Führer, no apogeu do poder, não tarda a encontra-se a beira do abismo que ele próprio criou.
  Hitler — O Sonho do Führer, O Pesadelo do Mundo traça a vida do ditador nazi sem omitir um único pormenor do seu comportamento, a fim de "espremer" ao máximo o seu triste herói para extrair a maior parte possível de verdade histórica e humana. 
  O leitor é arrastado num perpétuo vaivém entre os anos em que o Führer, no apogeu do poder, não tarda a encontrar-se à beira do abismo que ele próprio criou, e aqueles em que jovem, azedo, transformado em demagogo com poder absoluto, fornece, pelos seus actos, palavras e escritos, algumas das chaves psicológicas que permitem compreender melhor as profundas motivações que animaram a sua tumultuosa existência.
  Estas pontes lançadas sobre os anos decorrentes entre a idade madura e a adolescência de Hitler, entre a época em que ele preside aos factos bárbaros de uma ditadura triunfante e aquela em que não passa de um obscuro agitador político, entre o desabamento apocalíptico do Terceiro Reich e a lenta desintegração da República de Weimar, iluminam um período que, tanto para a Alemanha como para o resto do mundo, ficará para sempre como um dos mais funestos da história.

Autor: Giulio Ricchezza
Editor: Ministério dos Livros (2008)
Género: História 
Páginas: 464


Opinião
My rating: 4 of 5 stars
★    
Adolf Hitler e o seu cérebro patológico sempre foram um ponto de interesse para mim. Racista, vil, mentiroso, cruel, trapaceiro, egocêntrico, desleal, antiquado e caprichoso - Hitler reunia infelizmente duas qualidades que, juntas, o tornaram implacável. A sua capacidade de trabalho e o empenho desmedido com que se aplicava levaram-no a evoluir, com sucesso, de simples agitador político para Führer do Terceiro Reich.

Em Hitler - O Sonho do Führer, o Pesadelo do Mundo, Giulio Ricchezza faz um óptimo trabalho a perfilar esta figura histórica não apenas no campo político mas também no pessoal, sendo que o último acabou por condicionar enormemente o primeiro.

Ao longo do livro vamos tentando compreender as motivações bem como os comportamentos e atitudes tão erráticos de Hitler, fazendo uma vã tentativa para perceber como é que as massas se deixaram intoxicar pela propaganda de um homem cuja falta de escrúpulos era tão dolorosamente óbvia, e ainda, tentando perceber de onde poderia vir tanta maldade e intransigência, que experiências decorridas ao longo do seu crescimento e formação podem ser apontadas como possíveis causas para as suas terríveis convicções e ideologias.

Hitler não foi apenas aceite pelo seu povo, foi idolatrado! Não obstante as suas ideias loucas e criminosas - que ele fez questão de registar em livro antes até de as colocar em prática, impossibilitando qualquer um de alegar desconhecimento sobre as suas verdadeiras intenções - o seu terror e obsessão pelos bolchevistas, o seu anti-semitismo que, embora disseminado na Alemanha, nele adquiria um carisma feroz…

Este é um bom livro para quem tem interesse na figura de Hitler, deixando, contudo, algumas questões por responder e pontos por abordar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário