Goodreads

Destaques

0 A Perfeição de Fiona | Opinião

A Educação de Felicity

Academia de Etiqueta #1
  Numa época em que as mulheres da nobreza só dispõem de duas opções - casar ou esperar que um parente rico morra - as irmãs Tribble não têm sorte nenhuma. Não só ainda não encontraram o amor como, após anos de bajulação a uma intratável tia velha, veem o seu nome apagado do testamento aquando da sua morte.
  As românticas Amy e Effie Tribble sonhavam com ricos jantares de carne assada e batalhões de criados aduladores mas agora estão oficialmente na penúria. Ironicamente, é neste cenário desolador que lhes ocorre uma ideia brilhante: colocar a sua educação esmerada ao serviço das jovens mais "difíceis", apresentá-las à sociedade e arranjar-lhes casamento. Não contavam que a sua primeira cliente fosse Lady Felicity Vane, cuja rebeldia ameaça enlouquecer a sua própria mãe e arruinar o projeto sentimental de Amy e Effie.
  A jovem prefere caçar com os amigos a pensar em casar. Mal ela sabe que o seu suposto pretendente é o homem que mais a irrita (e que mais irritado se sente por ela). Felicity nunca admitirá que o seu coração treme ao ver Charles Ravenswood, principalmente porque o elegante marquês parece não ter paciência nenhuma para as suas extravagâncias. O clima entre ambos é tão tenso que, se soubessem o que as irmãs planeiam, o resultado seria, no mínimo, desastroso

Autor: Marion Chesney  
Editor: Edições Asa (Março, 2015)
Género: Romance
Páginas: 240
Original: Refining Felicity (1988) [Goodreads]

opinião
(3 em 5)
  Gostar de "A Educação de Felicity" depende do que procuramos num livro. Se andamos à procura de romance apaixonado ou de cenas tórridas: isto não vai correr nada bem; mas se tivermos como objectivo passar algumas horas de diversão descomprometida com um livro, então este é uma boa opção.

  Marion Chesney não perde tempo - avança rapidamente pela história, abordando os acontecimentos de forma bastante  superficial e sem se importar muito com a exploração dos sentimentos dos intervenientes.

  O êxito deste livro deve-se à dupla de manas, Amy e Effy, duas solteironas que, embora já tenham passado há muito da idade de casar, ainda não desistiram! Nem me parece que desistam tão cedo...

  Esta é, resumindo, uma leitura muito rápida, descomplicada e cheia de humor, enriquecida com um ou outro pormenor interessante sobre os maneirismos da época.


A Perfeição de Fiona

Academia de Etiqueta #2
  As formidáveis irmãs Tribble estão intrigadas. Por um lado, estão contentes por terem nas mãos mais uma jovem a quem preparar para a vida na alta-sociedade. Mas por outro, a sua nova cliente, Fiona Macleod, parece ser tudo menos intratável. Precisará mesmo da ajuda da Academia de Etiqueta? A lindíssima e abastada herdeira escocesa não tem um único defeito que se lhe aponte: é educada, graciosa, recatada, e fluente em italiano! Infelizmente, aos dezanove anos, ainda não arranjou marido, e é esse o plano de Mr. e Mrs. Burgess, tios e guardiões de Fiona.
  A única recomendação? Que ela se mantenha afastada de Lord Peter Harvard.
  Mas a verdadeira Fiona está prestes a revelar-se. E escolhe logo o seu primeiro baile para o fazer. Namorisca despudoradamente com os seus inúmeros pretendentes e aborda assuntos proibidos para qualquer jovem que se preze. Pois a verdade é que Fiona não tenciona casar-se... e nem mesmo as atenções de Lord Peter, o solteiro mais cobiçado da sociedade, a farão mudar de ideias. Mas quando as discussões acaloradas entre ambos dão lugar a beijos escaldantes, é possível que Fiona esteja prestes a reconsiderar...
  No seguimento de A Educação de Felicity, A Perfeição de Fiona é o segundo volume da aclamada série Academia de Etiqueta.

Autor: Marion Chesney   
Editor: Edições Asa (Janeiro, 2016)
Género: Romance
Páginas: 240
Original: Perfecting Fiona (1989) [Goodreads]

opinião
★ (3 em 5)

My rating: 3 of 5 stars

As nossas solteironas da alta sociedade londrina preferidas estão de volta e, mais uma vez, bem próximas da penúria...

Marion Chesney oferece-nos um início estimulante - mesmo que contratar os serviços das excêntricas irmãs Trible seja agora sinónimo de admitir ter em mãos uma jovem "difícil", os tios de Fiona não têm alternativa senão arriscar.

Assim que Fiona e Peter se cruzam pela primeira vez, ela atrevida e descarada, ele na melhor interpretação do seu papel de libertino, sabemos como o livro vai terminar, mas o que nos interessa mesmo é que forma divertida arrajou Chesney para lá chegar.

Com efeito, tomam lugar diversos acontecimentos neste livro mas de forma bem compactada e rápida, não somos maçados com grandes diatribes mas sim brindados com cenas cómicas que nos levam a boas risadas.


Sendo um romance de época, a escritora abrilhantou-o ainda com tópicos interessantes como a repulsa da aristocracia em relação à classe comerciante, o preconceito contra os escoceses, a visão do casamento como um negócio, a futilidade e falsa (e tão exagerada!) sensibilidade da sociedade; tal como as Trible explicam, não convém parecer inteligente em conversa, nem abordar temas interessantes como a política e a religião, mas sim trivialidades enfadonhas.

Desta vez, o casal em destaque não é composto por opostos; Fiona e Peter têm algo em comum: nenhum quer casar... Isto, claro, até serem arrebatados pela paixão e ficar nas mãos das Trible - contratadas para fazer acontecer um casamento - impedir que Fiona se case com este mulherengo fanfarrão.

A Perfeição de Fiona é um livro muito divertido em que, além do instável romance entre Fiona e Peter, assistimos às tristes tentativas de Amy e Effy de encontrar um bocadinho de romance para si também, sendo ao mesmo tempo vilipendiadas pelas intrigas e más intenções de Callaghan, o fuinha interesseiro que conhecemos no livro anterior e que neste se mantém sempre à espreita, com as suas farpelas vistosas.

Chesney tem o dom de distribuir comicidade não só na base da acção mas também nos pequenos pormenores e nas identidades e idiossincrasias dos seus personagens.

Achei imensa graça a este livro - tal como já tinha achado ao anterior - as três estrelas devem-se à sua pouca representação literária, conteúdo básico, etc. - mas a sério: vale bem a pena!
No final do livro encontramos uma conclusão satisfatória para todos os personagens, excepto para aqueles que iremos encontrar no próximo livro.
... e eu mal posso esperar!






✏ Academia de Etiqueta:
1 - A Educação de Felicity
2 - A Perfeição de Fiona
3 - Enlightening Delilah - ainda não publicado em Portugal If only Sir Charles Digby hadn't kissed her, perhaps Delilah Wraxall would not be in the spiteful habit of declining so many marriage proposals. In that one impassioned kiss, she had learned the enchantment of true love--and the fury of a woman scorned when Sir Charles vanished without an explanation. Now she breaks hearts with glee, wreaking havoc amongst the surplus of suitors vying for her hand--and driving her father to desperate measures. The only hope for his flirtatious daughter rests in the capable hands of Amy and Effy Tribble and their reputable School for Manners.  But subduing Delilah proves a monumental challenge. For as she steps into London's social limelight, she's concocted a plan to pique Sir Charles' jealousy. And she's already got the Season's most roguish bachelor wrapped around her little finger....
4 - Finessing Clarissa  - ainda não publicado em Portugal In the fourth volume in the School for Manners series, we meet another of the young ladies deemed unsuitable for the marriage mart because of some awkward attribute. This time it is the remarkably clumsy Clarissa Vevian, whose Junoesque proportions and flame-colored hair make her a daunting prospect for marriage-minded dandies. Dispatched to London by her despairing family, she is taken in hand by the redoubtable Tribble sisters, Amy and Effie, who tutor, groom and pummel her into shape for an accident-ridden debut. When the Earl of Greystone, a most eligible bachelor, finds the unconventional, freckle-faced beauty entrancing, we know the Tribbles can relax until the next client appears.
5 - Animating Maria - ainda não publicado em Portugal Maria Kendall is stunningly beautiful, impeccably mannered, effortlessly graceful--in short, a perfect candidate for marriage. Thus all of polite London society is astonished that she is the latest charge of Amy and Effy Tribble, eccentric spinsters specializing in making matches for unmarriageable misses. But when Maria's suitors--among them the roguish and exceedingly aristocratic Duke of Berham--meet her vulgar and boorish parents, proposals of marriage invariably vanish. Now the Tribbles face their greatest challenge--taking on, not only Maria, but the hopelessly common Kendalls as well.
6 - Marrying Harriet - ainda não publicado em Portugal Tribble twins, mannish Amy and fluffy Effy, groom minister's orphan Harriet Brown for the London Little Season. The black-tressed beauty captures the green eyes of Lord Charles Marsham to rescue green-eyed cat, enlists him to match the sisters to nabobs Haddon and Randolph, and dressmaker Yvette to her runaway beau. Jealous enemies lurk with kidnap intent.



Nenhum comentário:

Postar um comentário