Goodreads

Destaques

0 O Jardim das Memórias + Opinião


  Quando Eden tinha dez anos, descobriu o pai, David, a sangrar no chão da casa de banho. A tentativa de suicídio conduziu ao divórcio dos pais e David desapareceu quase por completo da vida de Eden.
  Vinte anos depois, Eden gere uma bem-sucedida empresa de catering e alimenta o sonho de abrir um restaurante. Desde a infância, só raramente teve notí
  À medida que a ligação entre Eden e Jack se torna mais forte e a sua investigação os leva para mais perto de David, Eden vê-se obrigada a enfrentar as suas verdadeiras emoções, os segredos que a mãe escondeu dela e a dolorosa pergunta sobre se o pai, depois de todos aqueles anos, quer ser encontrado.
cias do pai, apenas o suficiente para saber que ele tem vivido nas ruas e lutado contra uma doença mental. Contudo, ultimamente deixou de receber notícias. Depois de uma série de relacionamentos românticos falhados e de um susto com a saúde da mãe, Eden decide que é tempo de procurar o pai, para poder perdoá-lo, finalmente, e seguir em frente com a sua própria vida. A sua busca leva-a até um albergue para sem-abrigo na baixa de Seattle e até Jack Baker, o seu belo e encantador diretor. Jack convence Eden a voluntariar as suas capacidades como chef profissional no albergue. Em troca, ele ajuda-a na sua busca.

Autor: Amy Hatvany
Editor: TopSeller (Abril, 2014)
Género: Romance
Páginas: 384
Original: Outside the Lines (2012) [Goodreads]
   

Opinião
My rating: 4 of 5 stars
Para quem gostaria de fazer uma pausa nas simples histórias de amor 'O Jardim das Memórias' é uma excelente opção. Tocando pontos sensíveis como o estigma à volta das doenças mentais e respetiva medicação, a relação pai-filha, o vício do álcool e até mesmo a forma como (fingimos que não) vemos os sem-abrigo.

Até onde devemos manter o nosso compromisso para com um familiar? Até que ponto temos o direito de influenciar ou até mesmo controlar a sua vida? Amy Hatvany desenvolveu uma excelente história em redor deste tema - o pai de Eden, um artista que sofria de doença mental mal diagnosticada e que usava o álcool como escapatória, recusando-se a tomar a medicação prescrita, reconhece que a família sofre com os seus distúrbios mas não consegue encontrar dentro dele lugar para a dor alheia. A medicação - atordoante e estupidificante - rouba-lhe toda a criatividade e transforma-o noutra pessoa. Apesar de tentar convencer a filha de que não é um problema que precise de ser resolvido…muito menos medicado… David não consegue fazer com que ela pare, no fundo, de lutar por ele.

A autora foi extremamente competente a contar a sua história, avançando no presente enquanto nos permite compreender o que se passou no passado; alternando entre as perspectivas de Eden e de David, levando-nos a simpatizar e a torcer por ambos, mesmo que os seus objectivos colidam um com o outro e mesmo quando David parece não as amar o suficiente para mudar. Os laços entre pai e filha são muito bem explorados, através das pequenas coisas do dia-a-dia, como acontece na realidade. A autora explora ainda a relação entre Eden e a mãe - entre os esforços de Lydia para preservar e proteger a filha dos distúrbios do próprio pai - e a sua relação com o padrasto de quem Eden gosta e reconhece que fez a mãe feliz como ela nunca foi com o pai mas contra quem guarda algum ressentimento por estar a ocupar o lugar de David.

Hatvany coloca a perturbadora opção de estas pessoas não quererem, simplesmente, ser curadas e questiona a imposição de tratamentos a indivíduos que não estão a colocar em perigo a vida alheia nem a cometer qualquer espécie de crime. Entre lucidez e doença, que poder poderão ter sobre a escolha da forma como vivem?!

Também há o romance - e este é igualmente envolvente; entre adultos que apesar dos dissabores e traumas que sofreram na vida com os seus familiares, estão dispostos a lutar um pelo outro, reconhecendo o nível de compreensão e dedicação que tal exige.

Gostei muito!








✏ Escritora norte-americana formada em Sociologia, a sua experiência académica possibilitou-lhe um grande conhecimento da natureza humana. Nos seus livros aborda diversos temas controversos, incluindo doenças mentais, violência doméstica e alcoolismo.

✏ Livros publicados em Portugal:
     - O Jardim das Memórias - TopSeller, 2014
     - Ao Encontro do Destino - TopSeller, 2014
     - A Linguagem das Irmãs - TopSeller, 2015

O Jardim das Memórias - TopSeller, 2014 Ao Encontro do Destino - TopSeller, 2014 A Linguagem das Irmãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário