Goodreads

Destaques

0 Calico Joe + Opinião


  Passaram-se trinta anos desde que Paul, então com treze anos, viu o pai, jogador dos New York Mets, enfrentar o seu herói de infância, Joe Castle, num desafio em que não houve vencedor. A notícia de que o pai está a morrer traz-lhe este episódio à memória.
  Pai e filho, decididos que é chegado o momento de enfrentar o que de facto aconteceu naquele campo em 1973, dirigem-se a Calico Rock, no Arkansas, onde é incerto aquilo que os espera…

Autor: John Grisham [site oficial] [facebook]
Editor:Bertrand Editora (Março, 2014)
Género:Romance
Páginas:200
Original: Calico Joe (2012) [Goodreads] [WOOK]
   




Opinião
My rating: 3 of 5 stars
Não gosto de basebol; nunca desenvolvi qualquer interesse por esta modalidade desportiva e, como tal, a minha cultura sobre a mesma aproximasse da nulidade. Assim sendo, e porque parti erradamente do princípio que o basebol seria mantido na periferia, servindo apenas para a ocasional associação entre personagens e acontecimentos, o basebol é o meu grande 'problema' com este livro e dele derivam outros como:
1) os relatos sobre os jogos, resultados, estatísticas, recordes e história do desporto são demasiado longos e pormenorizados para um livro tão pequeno;
2) Grisham misturou pessoas e acontecimentos reais com ficção e eu, como já tinha dito, não sabendo muito sobre o assunto, pouco pude aprender além de táticas de jogo;
3) Paul pareceu-me unidimensional. Conhecemos a sua vida através de memórias relacionadas com o basebol, acabando por descobrir muito pouco sobre a pessoa que se tornou e sobre como os traumas de infância se refletem no presente.

Posto isto, foi apenas a partir de mais de metade do livro que este conseguiu captar o meu interesse; a distração e ligeiro enfado com que li a primeira metade deu lugar a genuína curiosidade sobre o seu desfecho.

Filho de um jogador profissional de basebol, Paul, de 11 anos de idade, venerava o desporto mas não o seu pai, Warren Tracy, um homem egoísta e agressivo que maltratava os filhos e a esposa, física e psicologicamente. Incapaz de olhar com orgulho para a figura paterna, Paul transfere toda a sua adulação de menino para Joe Castle, um jogador muito talentoso, no auge da sua carreira. Quando os Cubs e os Mets se defrontam, Warren, que se guia por regras de jogo muito peculiares, atira a bola à cabeça de Joe, provocando danos cerebrais irreversíveis e terminando com a promissora carreira do oponente. Trinta anos depois, Terry descobre que tem cancro no pâncreas, potencialmente fatal, e Paul vê a última oportunidade de emendar o mal que foi feito.

A minha parte preferida de toda a narrativa - bem escrita e desenvolvida - é o retrato, infelizmente bem realista, de um ambiente familiar frágil e muito pouco saudável. Felizmente, consegui ultrapassar a pertinência do basebol e acabei por apreciar a leitura…Penso até que, não sendo os 'problemas familiares' e a 'última hipótese de redenção' elementos inéditos na literatura, é o basebol que acaba mesmo por diferenciar 'Calico Joe' de livros que abordam os mesmos temas.


Sobre o autor...
John Grisham, nasceu no Arkansas a 8 de fevereiro de 1955. Antes de se tornar escritor a tempo inteiro licenciou-se em Direito, exerceu advocacia e tornou-se profundo conhecedor do sistema jurídico americano. Inspirou-se na sua experiência profissional em toda a sua obra literária que se inicia em 1989 com a publicação de Tempo de Matar. É autor de vinte e três romances.
Com mais de 250 milhões de exemplares vendidos e traduzido para mais de 29 línguas, é um autor que ocupa permanentemente os lugares cimeiros nas listas dos livros mais vendidos. A sua enorme popularidade e a mestria da escrita fazem de John Grisham um autores com intensa atividade na escrita de guiões cinematográficos e de séries 

Nenhum comentário:

Postar um comentário