Goodreads

Destaques

1 Sonhos de Papel + Opinião

  Josie Moraine vive mais do que uma vida. Ela é filha de uma das prostitutas de luxo mais cobiçadas de Nova Orleães, um estigma que a arrasta para o submundo decadente da cidade. Vítima da negligência da mãe, tem nos moradores do extravagante Bairro Francês os seus maiores aliados. 
  De Cokie, humilde e fiel; a Willie, a dona de um bordel cuja frieza esconde um coração de ouro; e a Jesse, tímido, atraente e eternamente apaixonado, todos a protegem e velam por ela. Mas Josie sonha mais alto e move-se com igual à-vontade nos corredores da livraria onde, graças à bondade de um desconhecido, trabalha e habita. Este é o seu porto seguro. Aqui, entre as estantes repletas de livros, no pequeno escritório que agora lhe serve de quarto, não tem de se defender da sua própria mãe nem fingir ser a durona solitária que domina as ruas. 
  Ao anoitecer, quando a porta se fecha e as luzes se apagam, ela descobre nas páginas que folheia a imensidão do mundo e anseia por uma vida melhor. Uma vida como a de Charlotte, a filha de uma família da alta sociedade, cuja amizade a inquieta a ponto de arriscar tudo, mesmo a promessa de um amor verdadeiro. E quando os seus sonhos estão prestes a realizar-se, um crime muda tudo... para sempre.

Autor: Ruta Sepetys
Editor: ASA (Janeiro, 2014)
Género: Romance
Páginas: 384
Original: Out of the Easy (2013)


Opinião:
Sonhos de Papel by Ruta Sepetys
My rating: 4 of 5 stars

Há elementos suficientes em Sonhos de Papel para nos entreter ao longo de toda a leitura e para acicatar a nossa curiosidade do início ao fim!

Entre um misterioso homicídio e o desabrochar do seu primeiro amor, encontramos a jovem Josie a lutar pela concretização do seu maior sonho: entrar para a universidade. Estamos em 1950, na boémia Nova Orleães, e Josie não leva uma vida nada fácil, especialmente graças a uma mãe negligente e egoísta. Forçada a uma independência precoce, a determinada Josie divide o seu tempo a trabalhar numa livraria e a fazer limpezas no mesmo bordel onde a mãe trabalha como prostituta.

É tão fácil desenvolver um carinho muito especial por esta jovem batalhadora e corajosa e torcer para que consiga realmente realizar os seus sonhos e fugir para bem longe da vida que leva. Apesar de nem sempre fazer as escolhas mais acertadas, Josie mantém-se fiel a si própria, renunciando à tentação de concretizar os seus objetivos de forma mais rápida e fácil.

Mas Ruta Sepetys não criou apenas uma maravilhosa protagonista - encheu o livro de personagens fantásticas! Expressivas, vibrantes e muito bem desenvolvidas, cada uma das personagens contribui para o interesse da história; especialmente aquelas que estão mais próximas de Josie e que se esforçam para compensar as falhas da sua mãe. A própria cidade de Nova Orleães ganha vida graças ao excelente trabalho de descrição de Sepetys e nós conseguimos deixar-nos levar pelas suas palavras tão facilmente que quando damos por nós já estamos imersos na história.

Se tivesse que apontar alguma deficiência em Sonhos de Papel seria a forma apressada com que foi rematado o final do livro mas, no geral, penso que não há muito mais que pudéssemos pedir de um livro deste género: uma história intrigante e variada perpetrada por personagens fabulosas e escrita de forma primorosa e fluída.


Sobre a autora...


  Ruta Sepetys, nascida e criada em Michigan, é filha de refugiados lituanos. As nações da Lituânia, Letónia e Estónia desapareceram do mapa em 1941 e não reapareceram até 1990. Como esta é uma história raramente contada, Ruta quis dar voz a centenas de milhares de pessoas que perderam a vida durante as purgas estalinistas na região báltica. Ruta vive com a família no Tennessee.
Da mesma autora...


Um comentário:

  1. Não sei como é que a editora ASA pôde fazer isto, mas a realidade é que sou autor de um livro com este mesmo título, por favor confirmem: "Sonhos de papel" de Paulo Tavares, editado em maio de 2012 pela editora vieira da silva.

    ResponderExcluir