Goodreads

Destaques

1 Acasos do Amor + Opinião

Nada é mais importante do que sermos fiéis a nós mesmos e ao nosso coração
  A recém-divorciada Dana Stellgarten sempre foi delicada — até mesmo para com os operadores de telemarketing — mas agora está a esgotar-se-lhe a paciência. 
  O dinheiro começa a faltar, os filhos ressentem-se da partida do pai e a sua sobrinha, uma adolescente gótica, acabou de lhe aparecer à porta. Quando Dana entra no turbilhão de um romance pós-divórcio e a abelha-mestra da cidade se torna sua amiga, descobre que a tensão entre manter-se fiel a si própria e gostarem dela não acaba na fase do ensino básico... e que, por vezes, precisamos de um verdadeiro amigo para nos ajudar a acolher a maturidade com toda a sua complexidade cheia de falhas.
  Um romance divertido e comovente sobre ter o coração no sítio certo quando mais nada está no sítio certo.

Autor: Juliette Fay
Editor: Quinta Essência (Novembro, 2013)
Género: Romance
Páginas: 480
Original: Deep Down True (2011)




Opinião...
My rating: 4 of 5 stars

Uma procura pelo significado do que é ser mulher no nosso tempo, Acasos do Amor traz-nos episódios e dilemas intrinsecamente femininos com os quais qualquer mulher, de uma forma ou de outra, se poderá certamente identificar. Esta não é uma boa escolha de leitura para quando estamos a tentar fugir da realidade, já que nos mergulha inteiramente nela…

Dana é uma mulher divorciada que se esforça diariamente para ser o melhor que consegue - uma boa mãe, uma boa tia, uma boa amiga, uma boa dona de casa, uma boa irmã e até uma boa ex-mulher. Contudo, ultimamente, os problemas parecem não ter tendência a agravar-se mas também a vir de todas as direcções e Dana, que se tinha deixado definir completamente pela vida que levava, terá que lidar com estes problemas ao mesmo tempo que tenta redescobrir-se e ganhar controlo sobre a sua própria vida.

Achei formidável a forma honesta como a autora, Juliette Fay, explorou a vida desta mulher, o modo como nos permite aceder de forma bastante íntima às suas percepções, esperanças e receios. Particularmente, gostei de ter acesso ao contraste entre o que Dana gostaria realmente de dizer e a resposta pela qual acaba por optar… Fazemos isto tantas vezes no nosso dia-a-dia e, apesar de por vezes termos vontade de responder mal a alguém, mesmo sendo bemmerecido (!), acabamos normalmente por escolher a resposta mais educada e que nos vai trazer menos problemas, mas mantendo aquela deliciosamente despreocupada ideia "e se eu agora te mandasse simplesmente para …!?"

Fay recheou este livro com problemas familiares e pessoais bem profundos, válidos tanto na adolescência como na vida adulta, presenteando-nos diversas vezes com a interessantíssima contrariedade da perspectiva mãe/filha. Desde as falsas expectativas que a sociedade actual nos leva a formar sobre a nossa aparência física, passando pelas sequelas do divórcio nos filhos bem como a sua resposta às tentativas dos pais retomarem as suas vidas amorosas com outras pessoas, a descoberta da sexualidade na adolescência, o consumo de drogas e a perda de um familiar por doença terminal, Juliette Fay aborda temas muito sensíveis e interessantes, pecando talvez, e este é o único ponto negativo que tenho a apontar, por querer abordar demasiadas adversidades no mesmo livro.

De qualquer das formas, gostei muito mais deste livro do que estava inicialmente à espera. Fay levou-me a simpatizar realmente com as suas personagens e a torcer por um final feliz para cada uma delas, passando pela compreensão dos seus dilemas e escolhas. Gostei do lembrete de que nunca temos realmente a certeza de estar a fazer o "melhor" mas que podemos garantir o "nosso melhor", o nosso esforço máximo, e que isso já conta bastante. A autora mostra como as mesmas pessoas podem trazer doses de alegria e tristeza/desilusão às nossas vidas e que é a forma como decidimos lidar com isso que condiciona o futuro dessas relações.

Acasos do Amor é um romance leve sobre as dinâmicas da amizade e da família, oscilando entre cenas comoventes e episódios divertidos sempre pontuados com um realismo que nos leva a desenvolver interesse pelas personagens e ganhar interesse no desenvolvimento das suas histórias.


Sobre a autora...
  Juliette Fay tem um bacharelato pela Faculdade de Boston e um mestrado pela Universidade de Harvard.  
  Vive em Massachusetts com o marido e quatro filhos pequenos. 
  Protege-me é o seu primeiro romance.

Da mesma autora...

Um comentário:

  1. Olá!!!
    É interessante antes de lermos um livro tentar perceber o que as pessoas que já o leram achatam, mas também o contrário... Acho que já percebeu que sou fã di seu blog e queria também dar-lhe os parabens pela sua opinião!!!
    É um livro bastante interessante mas que realmente peca por não aprofundar muito os assuntos, mas será que se os aprofundasse não se tornaria demasiado "massudo"??? Concordo com as estrelas porque não é excelente mas é bom!!!
    Um abraço, Cláudia

    ResponderExcluir