Goodreads

Destaques

0 Morte em Pemberley + Opinião

E se os protagonistas de Orgulho e Preconceito fossem suspeitos de um homicídio?

1803. Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy o famoso par de Orgulho e Preconceito, casados há já seis anos e com dois filhos, não podiam estar mais felizes na imponente propriedade rural de Pemberley. Até ao dia em que Lydia, uma das irmãs Bennet, chega à mansão gritando que o marido foi assassinado na floresta.

Em Morte em Pemberley, P. D. James combina as suas duas maiores paixões: a literatura policial e a obra de Jane Austen. O romance é uma clara homenagem à grande autora novecentista, mas faz justiça também às melhores histórias de assassinato, seguindo a tradição dos grandes romances de mistério sobre a aristocracia inglesa. Ou não fosse P. D. James a grande senhora do crime nas terras de Sua Majestade...

Autor: P. D. James
Editor: Porto Editora (12/Julho/2013)
Género: Policial
Páginas: 304
Original: Death Comes to Pemberley (2011)



Opinião...
Morte em Pemberley by P.D. James
My rating: 1 of 5 stars

Morte em Pemberley instala-se directamente na categoria "desilusões 2013". Não o recomendo aos fãs do género Policial e muito menos aos fãs de Jane Austen!

Quando à componente "austeniana", apesar da determinação com que P. D. James escreve, não consegue nem por um milésimo de segundo levar-nos a confundir estes fantoches sem personalidade alguma com um dos pares mais mediáticos e estimados da literatura: Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy.

Quanto à vertente policial/mistério: as personagens tiram conclusões comprometedoras a partir de provas duvidosas/inexistentes, não há realmente uma resolução sequencial do mistério já que não é revelado nada ao longo da narrativa que nos leve a levantar suspeitas alternadas e, de repente, tudo se resolve com uma carta de confissão de culpa e posteriores esclarecimentos adicionais. O pouco mistério existente é entediante.

Mas o pior, aquilo que me tirou mesmo do sério, foi a parte final na qual P. D. James coloca os insípidos clones de Elizabeth e Darcy a justificar as acções e escolhas que fizeram em Orgulho e Preconceito... Quando o autor falha em substanciar o que escreveu no seu livro não se deveria lançar em interpretações/análises/esclarecimentos de trabalhos alheios...


Notícia Porto Editora
O romance entre Elizabeth e Mr. Darcy ficou imortalizado com o famoso livro de Jane Austen, Orgulho e Preconceito. Em Morte em Pemberley, que a Porto Editora publica a 12 de julho, a grande senhora do crime P. D. James reúne as personagens desse livro e coloca-as no centro de uma trama policial. É desta forma que a autora combina o thriller, o tradicional policial inglês e uma das grandes histórias da literatura novecentista.
Para além do sucesso quase imediato no Reino Unido, Morte em Pemberley está a ser também um êxito internacional, com direitos de publicação vendidos para 26 países. A BBC adquiriu, ainda, os direitos de adaptação para uma série televisiva, que será transmitida aquando da comemoração do 200.º aniversário de publicação de Orgulho e Preconceito.


Sobre a Autora
P. D. James é autora de diversos livros, muitos dos quais foram adaptados à televisão nos Estados Unidos e outros países. A escritora passou 30 anos em vários departamentos do Serviço Civil Britânico, incluindo os departamentos da Polícia e Lei Criminal. No ano 2000 celebrou o seu 80º aniversário e publicou a sua autobiografia. 
Vencedora de diversos prémios literários (International Crime Writing Hall of Fame 2008, Grand Master Award from Mystery Writers of America 1999, Diamond Dagger from British Crime Writers' Association 1987), vive actualmente em Londres e Oxford.

Nenhum comentário:

Postar um comentário