Goodreads

Destaques

2 Em Parte Incerta + Opinião



O casamento pode ser um verdadeiro assassino...
Uma manhã de verão no Missouri. Nick e Amy celebram o 5º aniversário de casamento. Enquanto se fazem reservas e embrulham presentes, a bela Amy desaparece. E quando Nick começa a ler o diário da mulher, descobre coisas verdadeiramente inesperadas…
Com a pressão da polícia e dos media, Nick começa a desenrolar um rol de mentiras, falsidades e comportamentos pouco adequados. Ele está evasivo, é verdade, e amargo - mas será mesmo um assassino?
Entretanto, todos os casais da cidade já se perguntam, se conhecem de facto a pessoa que amam. Nick, apoiado pela gémea Margo, assegura que é inocente. A questão é que, se não foi ele, onde está a sua mulher? E o que estaria dentro daquela caixa de prata escondida atrás do armário de Amy?
Com uma escrita incisiva e a sua habitual perspicácia psicológica, Gillian Flynn dá vida a um thriller rápido e muito negro que confirma o seu estatuto de uma das melhores escritoras do género.

Autora: Gillian Flynn
Editor: Bertrand Editora (Fevereiro, 2013)
Género: Thriller
Páginas: 520
Original:  Gone Girl (2012)


 O FILME...
De acordo com o Hollywood Reporter, o papel de Amy Dunne na adaptação ao cinema de «Em Parte Incerta» foi oferecido a Rosamund Pike, contracenando com Ben Affleck no papel de Nick Dunne. A estreia do filme está agendada Outubro de 2014.


Opinião...

Confesso que quando terminei este livro fiquei dividida entre fazer birra por o final não ter sido do meu total agrado e dar-lhe umas 2 estrelas de frustração ou olhar para ele em absoluta retrospectiva e ter em conta todas as emoções que me proporcionou, o elevado mistério, a agitação, a inquietação, o conflito de opiniões pessoais e a necessidade de descobrir mais. Mais depressa … Portanto, optei por me deixar de birras e dei-lhe o que penso que realmente merece: 5 estrelas!

Talvez para quem está habituado a ler thrillers, este livro acabe por se diluir um bocadinho no meio de tantos outros, mas, para mim, que não tenho especial predilecção por este género literário, Em Parte Incerta destaca-se completamente dos demais.

…Não apenas pelo enredo interessantíssimo e pelo perfeito desenvolvimento do mesmo, mas também pela escrita aguçada de Gillian Flynn, pelo humor corrosivo, pela linguagem brusca e crua e por me ter enganado completamente…

A história poderia ter-se revelado confusa e cansativa mas Flynn abrilhantou-a sabiamente com detalhes intrigantes e reviravoltas extraordinariamente súbitas e inesperadas…e compartimentou tão bem os acontecimentos que o enredo segue uma linearidade simples e de fácil compreensão; tanto assim, que a leitura adquire um ritmo vertiginoso.

O final, como disse, é absurdamente surreal e angustiante…e frustrante…mas a autora conseguiu ligar muito bem e de forma bastante conclusiva todas as pontas que permaneciam soltas... Flynn contou a história que quis, como quis - contou-a muito bem, aliás - e por muito odioso que tenha sido, para mim, o seu final, não creio que deva penalizar todo o livro por isso.

Há já algum tempo que não sentia este nível de compulsão e frenesim literário. Adorei!
View all my reviews

Frases Preferidas...
«Há qualquer coisa de perturbador em recordar uma memória ardente e em sentirmo-nos completamente frios.»
«Por mais que tente agir como a minha mãe, a voz do meu pai surge inesperadamente na minha cabeça, depositando pensamentos horríveis, palavras obscenas.»
«As pessoas querem acreditar que conhecem outras pessoas. Os pais querem acreditar que conhecem os filhos. As mulheres querem acreditar que conhecem os maridos.»
«Já não sei se somos realmente humanos nesta altura, aqueles de nós que são como a maior parte, e que cresceram com televisão e filmes e agora a Internet. Se somos traídos, sabemos as palavras que devemos dizer; quando um ente querido morre, sabemos as palavras que devemos dizer. Se queremos fazer o papel de conquistador, espertalhão ou idiota, sabemos as palavras que devemos dizer. Trabalhamos todos a partir do mesmo guião já muito batido. É um período muito difícil para se ser uma pessoa a sério e real, em vez de uma colecção de traços de personalidade seleccionados a partir de uma máquina de venda automática de personagens. E se estamos todos a representar, não pode existir uma alma gémea, porque não temos almas genuínas. 

Sobre a Autora...
Gillian Flynn é uma autora americana e crítica de televisão para a Entertainment Weekly. O livro Objectos Cortantes venceu o prémio Ian Fleming Steel Dagger e o seu mais recente trabalho, Gone Girl, mantem-se na lista de bestsellers do New York Times há diversas semanas. 
Para conhecer melhor esta escritora, visite o seu Site Oficial ou acompanhe o seu trabalho através do Facebook.

Outros Livros da Autora...

2 comentários:

  1. Agora que ando aqui a namorar o teu blog vou acabando por invadir, ehehe:

    Olha eu AMEI este livro! Acho que o final é absolutamente perfeito! Eu fiquei com um sorriso tipo "WTF" para aí meia hora! Aquela ultima frase... UAU! A noção de que mesmo sem saída, mesmo sem conseguir uma nova vida, ele encontra uma forma de se esconder dentro de si próprio... Amei. Não vou pôr aqui spoilers mas amei muita coisa! Secalhar convém dizer que sou psicóloga, com mestrado em psicologia criminal e que por isso para mim este livro tem uma intensidade e perspicácia psicológica fenomenal. Aconselho!
    Para além disso... Vai sair em filme e vi o trailer e está IGUAL ao livro, tudo igual! Quando vi o trailer parecia que tinham entrado na minha cabeça e posto em imagens. E ainda para mais, Ben Affleck... portanto...

    Até já *

    ResponderExcluir
  2. Eu já vi o filme e foi excelente,a interpretação de Rosamund PIke foi de mais e vê-se que apesar de a esposa ser extremista, os dois são egoístas. Se gostei tanto do filme, será que o livro se mostrará, mais intenso, pertubador e uma maior poça de observação? Já agora, recomendo à autora deste blog que veja o trailer do filme Black Mass - vai se passar e tem o mesmo potêncial que esse filme!!! https://www.youtube.com/watch?v=CE3e3hGF2jc

    ResponderExcluir