Goodreads

Destaques

2 Uma Noite de Amor - Opinião


«Numa manhã perfeita de Maio…
Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso… apesar do abismo que agora os separa. 
Até que Lily fala com franqueza… 
E afirma querer começar de novo… e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de… 
Uma noite de amor.»

Este livro, juntamente com «Um Verão Inesquecível» correspondem ao início da Saga Bedwyn, composta por mais seis livros, da qual o primeiro volume já está editado em Portugal: Ligeiramente Casados


Autor: Mary Balogh
Editor: Edições ASA - 2012
Páginas: 368
Original: One Night For Love (1999)


Opinião:


Foi um prazer ler Uma Noite de Amor. Apreciar como a sua autora, Mary Balogh, construiu a partir de um argumento pouco original e até bastante previsível uma história tão enternecedora, apresentando-nos personagens verdadeiramente encantadoras.

O período histórico não podia ser dos melhores - para nosso deleite -, início do século XIX. Lily e Neville pertencem a estratos sociais muito diferentes e, consequentemente, incompatíveis: ele é um conde e ela é uma jovem iletrada, sem a educação ou talentos típicos de uma dama da época; não sabe conversar como uma senhora e certamente não saberá estar no meio delas.

O destino, caprichoso como apenas ele sabe ser, acaba por juntar Lily e Neville em matrimónio. Uma decisão tomada por conveniência, para proteger Lily, mas também, e em última instância, por amor…Neville planeia ser o mundo de Lily, a sua felicidade e a sua vida. Mas as coisas raramente saem de acordo com os planos… e o mesmo destino que os juntou, irá separá-los apenas 24h depois de casarem, quando Lily é dada como morta.

…E só poderá ser por obra do destino, aliado à sua vil colega, a coincidência, que Lily consegue chegar a Neville...no dia do seu casamento…com outra mulher.

O livro começa assim de forma tão chocantemente intrigante que pousá-lo se torna um aborrecimento. A escrita de Mary Balogh é melíflua e melodiosa, emprestando o seu encanto a uma já de si fabulosa descrição de ambientes e personagens.

O embate que todas as personagens sentem aquando do aparecimento de Lily no casamento de Neville torna-se electrizante também para o leitor, especialmente porque Neville optou por omitir da sua família aquele pequeno interlúdio da sua vida passada.

Não são apenas os protagonistas que enriquecem a história, são também todas as outras personagens e a trama secundária que se desenvolve em torno da principal. A componente mistério garante a conservação da atenção e interesse na leitura - afinal que terá Lily perdido quando desapareceu a mochila que o pai lhe deixou ao morrer e que afirmou garantir-lhe segurança futura?! E quem raio poderá andar a tentar matá-la?! E, já agora, porquê?!

A estruturação de «Uma Noite de Amor» está muito bem conseguida: depois do alívio de os ver juntos chegamos à triste e desesperante conclusão que nunca seriam felizes tal como estavam…Balogh puxa-nos outra vez o tapete…Depois de uma jornada tão sofrida, Lily está mais longe do que nunca do seu sonho. Parece que, afinal, já não era «o amor do seu coração».

A autora deixa-nos a tentar debater e lidar com as nossas ambivalências de afeições entre três pessoas, todas elas de alguma forma feridas: Lily, Neville e Lauren; sem que nenhuma possa ser realmente culpabilizada pelo rumo que os acontecimentos tomaram. Lily, depois de tanto sofrer, não tem para onde ir mas não pode, ou não quer, ficar; Lauren é uma noiva rejeitada e humilhada que viu as suas esperanças e sonhos de toda a vida serem destruídos, com um carácter tão desapaixonado e terno que lhe impede uma sublevação digna; e Neville que vive soterrado pela culpa em vez de perceber as verdadeiras necessidades da sua esposa. Estava tudo tão errado.

Com subtileza e astúcia, Mary Balogh coloca-nos esta questão: será que o amor, com a sua doce força, conquista mesmo tudo? Ou, sozinho, nunca poderá ser o suficiente?

Frases Preferidas:

«E, pensou, por vezes era melhor ter um sonho irrealista do que apenas a crua e dura realidade.»
«A vida era uma coisa tão incerta, tão efémera, tão preenchida com problemas, horrores e misérias - e com maravilhas, beleza e mistério.»
«As pessoas muitas vezes falam em observar a Natureza. Ao dizê-lo, estabelecem uma distância entre elas próprias e algo que efectivamente faz parte delas. Perdem uma parte do seu ser. Não estou apenas a observar isto. Eu sou isto.»
«- Sabes, Lily - revelou-lhe Elizabeth -, os homens têm a ideia ridícula de que devem aguentar sem queixas todos os piores desastres das suas vidas. Já as mulheres não são tão tontas. Não faz mal chorar, minha querida.»
«- (…) Foram chamá-la a casa da mãe, a uns quilómetros dali, pra lhe darem a notícia de que ele caíra do cavalo e batido com os miolos numa pedra ao aterrar.
-Lamento imenso - disse Neville.
- Bem, pelo menos provou que tinha miolos, não é? - disse ela, filosoficamente. - Às vezes ficava na dúvida. »

2 comentários:

  1. Boa Tarde.
    Pode me dizer se este livro e Um Verão Inesquecível tem alguma coisa haver com a saga Bedwyn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sofia! :)

      Uma Noite de Amor e Um Verão Inesquecível não pertencem propriamente à série Bedwyn mas estão relacionados com ela em certa medida.

      Cada livro da série Bedwyn se debruça especificamente na história de um dos irmãos Bedwyn, os outros dois livros narram acontecimentos que ocorreram antes da história do primeiro livro dos Bedwyn.

      Em Uma Noite de Verão o personagem Neville vai casar com Lauren mas no dia do casamento aparece a mulher dele, que afinal estava viva… e no livro a seguir, Um Verão Inesquecível, a tal Lauren que ficou pendurada no altar, envolve-se com Kit que supostamente estava noivo de Freyja Bedwyn (e é aqui que entram os Bedwyn) mas que na festa que todos julgavam ser a festa de noivado de Kit com Freyja , aparece com uma noiva inesperada: Lauren, com quem combinou tudo.

      Nenhum destes livros é necessário para compreender a história dos Bedwyn, até porque no livro de Freyja (Ligeiramente Escandalosa) percebe-se bem o que aconteceu entre ela e Kit.

      Excluir