Goodreads

Destaques

0 ~ A Última Profecia de Nostradamus (Jérôme e Dominique Nobécourt) ~

Sinopse:
«Aos trinta anos, Michel de Nostredame é já um médico e astrólogo reputado. Perseguido pela Inquisição, refugia-se junto do avô, mestre em ciências ocultas, que lhe revela o segredo que vai mudar a sua vida: a sua família descende da tribo de Issacar, guardiã dos arcanos do destino humano. O seu nome secreto testemunha essa missão: Nostra Damus, "nós damos aquilo que possuímos". Michel decide então partir para Paris e aperfeiçoar os seus conhecimentos sobre ocultismo. Conhece Jacques de Saint-André, íntimo da família real, que o introduz no círculo dos poderosos, em particular da jovem Catarina de Médicis, grande admiradora e uma das suas maiores apoiantes. Social e profissionalmente, Michel floresce; e a sua vida sentimental transforma-se quando conhece Marie, por quem se apaixona perdidamente. Mas o pai da sua amada é um dos mais ferozes inimigos dos heréticos. Cego pela paixão, Michel não se apercebe dos perigos que o rodeiam. Ignora que o poder do seu dom só se revelará quando se encontrar sozinho, ferido e em fuga. Sabe apenas que um dia regressará a Paris, coberto de glória… 
Num enredo romântico ao jeito de Alexandre Dumas, repleto de reviravoltas e paixões, é-nos desvendada a história de Nostradamus, um homem maior do que a própria vida.»

AutoresDomenique NobécourtJérôme Nobécourt
Editor: Edições ASA (2009)
Páginas: 492 
Título Original: Le Chemin de Nostradamus
Cotação: 3! 


Sobre os Autores: Jérôme Nobécourt e Dominique Nobécourt


Jérôme e Dominique Nobécourt são há muito apaixonados pelo esoterismo, as tradições e as civilizações antigas. 
Vivem juntos há quase vinte anos.



A Minha Opinião

No geral, «A Última Profecia de Nostradamus» é uma leitura muito agradável e interessante, bem argumentada, embora o pensasse mais revelador. 

Acompanhamos a vida de Nostradamus desde bem cedo, passando pelas intrigas e traições na corte francesa, a sua amizade com Catarina de Médicis, o desenvolvimento de um grande amor por Marie e as consequências que isso teve na sua vida; e seguindo-o ainda pelas suas viagens (parte que, felizmente, foi bastante abreviada pelos autores). 

Além do protagonista, Nostradamus, as restantes personagens estão medianamente caracterizadas, sem grande destaque, e não há desenvolvimento de empatia por elas. As explicações, por vezes demasiado extensas e complexas, tornam esta leitura cansativa e pouco clara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário