Goodreads

Destaques

0 Trilogia da Herança

1 - Herança de Fogo (Trilogia da Herança #1)



A Minha Opinião:

No primeiro livro desta trilogia, com localização na lindíssima Irlanda, conhecemos melhor a mais velha de duas irmãs, a tempestuosa Maggie Concanon.

Confesso que, de início, não simpatizei nada com Maggie devido ao seu carácter demasiado emotivo e impulsivo que a leva a insultar todos à sua volta quando contrariada. Também não me despertou muito o interesse a irmã de Maggie - Brianna, por ser basicamente um pau mandado para toda a gente. E uma vez que o mandão Rogan Sweeney também não me apelava à simpatia, continuei a ler o livro muito desanimada.

Maggie é uma artesã que trabalha em vidro, criando as suas peças artísticas independentemente e conforme lhe bate o vento da inspiração na altura. Rogan, dono de uma galeria de arte, parece decidido a tentar controlar esta desorganizada criatividade.

À medida que esta electrizante relação se desenvolve, vamos conhecendo melhor o passado de Maggie - depois do pai falecer, vítima de ataque cardíaco, restam a Maggie apenas a mãe e a irmã como única família. E apesar do devotado amor que recebeu do pai, com a mãe as coisas sempre foram muito diferentes: engravidando muito cedo de Maggie, Maeve viu-se presa num casamento que não preenchia as suas inspirações pessoais, descontanddo então as suas frustrações nas filhas e no marido. Em Maeve, Nora Roberts espelha muito bem o que acontece a quem vive com ressentimentos guardados toda a sua vida - Maeve é uma mulher cruel, seca...sem nada para oferecer.

...E é então que percebemos. Maggie tem o seu lado doce, reserva-o apenas para os que mostraram ser merecedores. Acaba por ser uma incompreendida que deixou de se esforçar para agradar aos outros.

...E é então que nos apaixonamos pelo fogo desta personagem!

Nora Roberts descreve com imenso detalhe o ofício de Maggie, elaborando relatos precisos em volta desta arte. As personagens estão todas (mesmo que não gostemos delas) muito bem desenvolvidas e caracterizadas. E as descrições da Irlanda são soberbas! Tão gráficas quanto é possível num livro. Esplêndido!

O livro segue como um romance típico, bastante previsível. Não fosse a riqueza das personagens e as magníficas descrições, este livro não teria grande encanto. Maggie é, em certa medida, semelhante à protagonista de «Maléfico», também de Nora Roberts: uma artista temperamental que se alheia de tudo quando está a criar.

Uma história sobre duas pessoas apaixonadas...e apaixonantes!...

Sinopse:
«Esta é a história de Maggie Concannon. Talentosa e rebelde, Maggie é uma artista que trabalha o vidro. As suas obras de arte são mais do que apenas objectos belos, são reflexos da sua verdadeira natureza. Até que um dia, Rogan Sweeney, dono de uma das galerias mais sofisticadas de Dublin, descobre o seu trabalho. Se por um lado Rogan é um profissional e quer fazer dela uma artista conhecida e bem sucedida, por outro o seu coração atraiçoa-o pois está completamente apaixonado por aquela mulher rebelde e explosiva. Apesar de Maggie sentir o mesmo, uma relação entre ambos nunca poderá ser fácil… ou não houvesse um passado negro a assombrar o futuro»

Autor: Nora Roberts
Editor: Saída de Emergência (2007)
Páginas: 320
Título Original: Born In Fire (1994)
Cotação: 4!




2 - Herança de Gelo (Trilogia da Herança #2)



A Minha Opinião:

Depois de acompanharmos Maggie na realização do seu sonho e de a ver encontrar o amor, é Brianna, sua irmã, que encara o papel principal.

Brianna, pela sua timidez, não me encantou muito no primeiro livro e é, das três irmãs, a que menos me fascina. De natureza muito pacífica, Brianna acaba por transparecer como demasiado boazinha e inocente, vivendo ao sabor dos outros e esforçando-se por agradar a todos.

Em compensação, o solitário escritor Grayson, que se instala no B&B de Brianna para terminar o seu último livro é uma personagem muito interessante; também ele com o seu passado marcado por infelicidades.

Incomoda-me o facto de repetir em vários dos seus livros uma personagem que seja escritor/a. Compreendo que não há actividade que ela própria domine melhor do que escrever, mas torna-se repetitivo! Assim de memória recordo-me de um escritor/a em: «Uma Última Noite», «Céus de Montana», uma personagem na Trilogia das Chaves, «Onde Caem os Anjos», «Uma Questão de Escolha», «Mentiras Cruéis» (não é propriamente um escritor...mas quer ser e já escreveu um manuscrito), «Porto de Abrigo» (Sybil não é escritora mas finge ser) e «Jóias do Sol»...

O romance entre Brianna e Grayson é mais ternurento que o anterior, entre Maggie e Rogan, com um amor mais forte e realista e sentimentos mais bonitos. 

Finalmente Maeve saiu de casa e levou consigo o ambiente pesado que sempre a rodeia. Assim, Brianna fortalece-se e acaba por admitir os seus sentimentos. A irmã, Maggie, Rogan e o amigo da família, Murphy, fazem também parte da história. 

Uma visita ao sótão traz consigo uma revelação bombástica: o pai de Brianna e Maggie teve um caso amoroso extraconjugal há muitos anos atrás, de onde resultou o nascimento de uma filha - Shannon, que vive na América. 

Os pormenores sobre a Irlanda são fantásticos e, apesar de bastante previsível, a leitura de «Herança de Gelo» é muito agradável e doce...com o desenvolvimento de um amor que irá servir de cura para ambos!

Sinopse:
«Quando as tempestades do Inverno varrem a Irlanda, toda a gente fica dentro de casa e os turistas deixam de aparecer. Como tal, até a acolhedora estalagem de Brianna Concannon se transforma num lugar frio e vazio. Mas isso não é um problema para ela, pois se há coisa que Brianna adora é paz e sossego, mesmo quando o vento gelado uiva nas janelas. Grayson Thane é um escritor norte-americano que cresceu num orfanato e sempre viveu sozinho. Assombrado por um passado que anseia esquecer, chega à estalagem de Brianna à procura de isolamento e inspiração para o próximo romance. Mas o destino oferece-lhe muito mais do que isso. A beleza de Brianna conquista o seu olhar, e a serenidade dela apazigua a sua alma irrequieta. Mas poderá o fogo nascer em dois corações tão gelados?»

Autor: Nora Roberts 
Editor: Saída de Emergência (2007)
Páginas: 320
Título Original: Born In Fire (1995)
Cotação: 4!

3 - Herança da Vergonha (Trilogia da Herança #3)



A Minha Opinião:

O último livro da Trilogia da Herança traz-nos a americana Shannon, que viaja até à Irlanda para conhecer as irmãs. Habituada ao ritmo de Nova Iorque, esta ilustradora, sente-se ligeiramente fora de contexto quando chega à terra do seu pai.

É aqui, no entanto, que conhece Murphy - a magnífica personagem desenvolvido ao longo dos dois livros anteriores e quem acabamos por ter em muito elevada estima. Murphy é um tipo porreiro, muito simples e terra-a-terra. É também extremamente decidido - amou Shannon desde o primeiro instante. 

Shannon e Murphy são pessoas muito diferentes que vivem realidades igualmente diferentes, daí que Shannon hesite, tentando impedir que este amor cresça...embora esta resistência arraste o ritmo do livro, é bastante compreensível: Shannon tem toda a sua vida em Nova Iorque, casa...trabalho... e trocar tudo isso por algo totalmente desconhecido e diferente do que está habituada não pode ser realizado de ânimo leve. 

Enquanto ela enfrenta os seus dilemas, as outras personagens prosseguem com o desenvolvimento natural das suas vidas...e a família Concanon continua a crescer!

Sinopse:
«Shannon Bodine é ilustradora numa das mais prestigiadas agências de publicidade de Nova Iorque. Mas a sua vida dá uma reviravolta quando descobre a identidade do seu verdadeiro pai: um irlandês chamado Thomas Concannon. Respeitando a última vontade da falecida mãe, Shannon ganha coragem e viaja até à distante Irlanda. Mas quando lá chega, a sua solidão e vergonha desaparecem no acolhimento da família que ela nem sabia existir. E na linda paisagem irlandesa, impregnada de lenda e misticismo, Shannon descobrefinalmente a possibilidade de um amor que estava predestinado... Herança de Vergonha termina a história das irmãs Concannon, mulheres dos nossos dias, ligadas pelo espírito intemporal da sua terra.»

Autor: Nora Roberts
Editor: Saída de Emergência (2007)
Páginas: 288
Título Original: Born In Shame (1996)
Cotação: 4!



Nenhum comentário:

Postar um comentário