Goodreads

Destaques

0 Um Toque de Escândalo + Opinião

Um Toque de Escândalo

James Family #2
A última coisa que Garrett, duque de Calton, espera encontrar enquanto persegue o seu inimigo figadal é a deliciosa e enigmática Kate.
Esta bela e jovem bem-nascida desperta no antigo soldado marcado pela guerra um desejo que não esperava voltar a sentir.
Mas quando Garrett sabe que é irmã do homem...

Editor: Planeta (2012)
Género: Romance 
Páginas: 340
Original: A Touch Of Scandal (James Family #3)

Um Toque de Escândalo sucede Um Toque de Perversão na série James Family! 



Opinião:
A jovem Kate não está habituada a receber apreço; nem mesmo, e principalmente, daqueles que lhe são mais próximos. Acostumada a ser ignorada, basta um vislumbre de Garret para que se veja consumida pelo perigoso fogo da paixão… perigoso porque Kate se sente terrível e irremediavelmente atraída pelo homem errado! 
Garret já experimentou e sobreviveu a coisas horríveis…Há imenso tempo que não sentia nada com intensidade, até que a doçura de Kate faz com que o seu coração recomece, finalmente, a bater. 

O enredo base de Um Toque de Escândalo, o segundo livro de James Family não nos traz nada de novo: rapariga de condição humilde apaixona-se por homem rico e poderoso, ambos com a consciência de que a diferença entre classes sociais serve de ameaça à sua relação… Mas Jennifer Haymore mantém-nos agarrados a esta narrativa emocionalmente complexa, recorrendo a pontos de viragem constantes e estrategicamente colocados! 
Esta foi mesmo a minha particularidade preferida do livro - as dúvidas e mistérios não se arrastam em prolongamentos de narrativa aborrecidos. As personagens, e nós próprios, acedem rapidamente à verdade e os confrontos que daí advêm não se demoram demasiado na trama, o que torna a leitura bastante agradável, em constante mutação e consideravelmente rápida. 

E se esta foi a minha parte preferida, devo admitir que o meu maior problema com Um Toque de Escândalo foram mesmo os protagonistas, Kate e Garret. Ambos me pareceram desagradavelmente ocos, vagos e evasivos. Penso que o facto de Garret ter esquecido Sophie com uma instantaneidade voraz e que a paixão praticamente espontânea de Kate contribuíram para a minha falta de empatia relativamente aos dois. Uma vez que o núcleo de personagens intervenientes é bastante pequeno, poderia até pensar que tal era característico da autora, não fosse por Rebecca…Acabei a simpatizar imenso com a irmã de Garret e a torcer para que encontre o seu próprio final feliz, portanto escusado será dizer que o meu entusiasmo em terminar esta série mantem-se intacto. 

Lamento que ao centrar-se mais na exploração e exposição dos sentimentos e opiniões das personagens, Jennifer Haymore tenha perdido a oportunidade de nos brindar com pormenores e descrições, aliás, o seu relato da época parece-me até bastante rude e insípido quando em comparação com outros romances do género. 

Em contrapartida, apreciei imenso o facto de a autora ter optado por seguir um caminho diferente neste segundo livro de James Family, pessoalmente preferi o primeiro livro, que me pareceu também bastante mais sensual, mas numa série reconheço a necessidade de variar e, além de gostar que Haymore o tivesse feito, gostei da forma como o fez!

Nenhum comentário:

Postar um comentário