Goodreads

Destaques

0 As Pupilas do Senhor Reitor

Sinopse: 
«As Pupilas do Senhor Reitor, um romance de Júlio Dinis publicado em 1866, conta a história do regresso de um jovem inconsciente à vila onde nascera. Uma vez aí chegado, apaixona-se pela noiva do irmão, o que desencadeia uma série de peripécias. As aventuras amorosas de Daniel chocam com a vida de duas órfãs, Clara e Margarida, entregues aos cuidados do reitor da aldeia. Em suma, As Pupilas do Senhor Reitor traduz a vida rural portuguesa da época.»


Autor: As Pupilas do Senhor Reitor
Cotação: 

A Minha Opinião:


Depois do sucesso da minha incursão pelo sótão da mãe, com a feliz descoberta de Mulherzinhas, voltei para mais e descobri As Pupilas do Senhor Reitor, entre outros (nota: Também lá encontrei Amor de Perdição - para me relembrar que, pelo menos por vezes, o crime não compensa! [Nem que seja apenas o pequeno delito de transferir furtivamente livros do sótão da minha mãe para a minha prateleira]). 

Gostei imenso deste livro, principalmente porque não estava à espera que fosse tão divertido nem escrito num tom tão alegre. Adoro a forma jovial com que Júlio Dinis escreve, com uma simplicidade ternurenta e um tom brincalhão. 

É difícil associar este despreendimento e alegria na escrita a uma pessoa que passou tanto tempo da sua vida doente. 

«Há poucos momentos de mais felicidade para mim do que aqueles em que me absorve a atenção a composição de um romance.» ( ~Júlio Dinis)
«Hoje, a única maneira de minorar os sintomas morais da minha doença é andar com a cabeça pelos mundos da imaginação.» ( ~Júlio Dinis)

Júlio Dinis retrata-nos a sociedade da época de forma maravilhosamente relaxada - todo o conservadorismo aliado às intrigas que se geram numa comunidade pequena, as más interpretações que podem levar a fofocas que se espalham por todo o lado. Mostra-nos a importância da fachada e das aparências na época. A forma rápida como os coscuvilheiros e interesseiros mudam a sua opinião e a velocidade com que construíam ou destruíam reputações alheias. 

A história é, de certo modo, imprevisível, carregada de dramatismo e situações hilariantes e caricatas. 

Uma agradável surpresa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário