Goodreads

Destaques

0 Amores Proibidos


Sinopse:


«Durante anos Jessie manteve em segredo a identidade do pai do seu filho Oliver, e fica em estado de choque quando descobre que o homem em questão, o famoso ator Toby Gillespie, acaba de se mudar para a casa ao lado. Será que a verdade está prestes a ser revelada? Bastaria um olhar de relance em direção a Oliver e alguma aritmética mental para Toby deslindar a situação. Mas será que ele é capaz de tal aritmética? E se for, qual será a sua reação perante um filho que desconhecia?
Se acha que a vida de Jessie já está muito complicada imagine só como vai ficar quando Toby se declarar: afinal, Jessie sempre foi a mulher da sua vida. E o pior é que Toby é casado e a sua deslumbrante mulher pode assistir a tudo da janela ao lado!»

Género: Comédia Romântica
Editora: Saída de Emergência (2011)
Título Original: Head Over Heals (1998)
N.º de Páginas: 400Cotação: 


________________________________________________

A minha opinião:

Amores Proibidos é um livro bem disposto e leve - ideal para intervalar com literatura mais pesada. 
Um romance moderno, cheio de personalidade, muito divertido e leitura fácil. Mansell aquece o ambiente com encontros românticos, traições, intrigas, casos amorosos ilícitos, mistério e algumas surpresas...!
Jill Mansell escreve de forma simples, colorindo-nos um livro cheio de cenas cómicas onde interliga inteligentemente diversas histórias a decorrer em simultâneo. Descreve-nos de forma deliciosa uma série de personagens cheias de falhas e defeitos caricatos, vítimas das situações mais hilariantes. Daqui nasce um dos poucos pontos negativos deste livro - a elevada quantidade de personagens torna difícil a entrada na história e cria alguma confusão inicial, mas que se ultrapassa relativamente bem.
A narrativa flui rapidamente, apenas a hesitação (justificável) da protagonista, Jesse, parece arrastar-se um bocadinho pela história mas Jill entretém-nos brilhantemente com os problemas pessoais de diversas outras personagens deixando que Jesse tome calmamente a sua decisão. 
Uma leitura fresca, cheia de bom humor e muita (muita!) barafunda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário