Goodreads

Destaques

0 Resistir ao Amor + Opinião

Enquanto adolescente, Maddy Harvey era um patinho feio com óculos grandes, cabelo despenteado e dentes tortos. Felizmente cresceu e tornou-se num deslumbrante cisne. Quando numa noite de verão conhece o irresistível Kerr McKinnon, pensa que está no Céu. Mas uns dias depois, quando descobre a que família ele pertence, tem a certeza que está no Inferno. É que toda a gente em Ashcombe sabe o que aconteceu há onze anos, e a mãe de Maddy prefere destruir todos os McKinnon com as próprias mãos a permitir que a filha namore com um deles. Maddy sabe que deve resistir ao amor, mas que culpa tem ela que o seu príncipe encantado seja um fantasma do passado? 
A história de Romeu e Julieta renasce com o charme e o delicioso sentido de humor que só Jill Mansell possui.

Género: Comédia Romântica 
Editora: Chá das Cinco (2010)
Género: Romance contemporâneo (Chick Lit)
Páginas: 336
Original: Falling For You 

Opinião
My rating: 4 of 5 stars

Há livros que me deixam a pensar e outros que me levam a sonhar, mas os de Jill Mansell nunca falham em pôr-me a sorrir.

Quando Maddy conhece o possível grande amor da sua vida - Kerr McKinnon - não demora muito a perceber que este é também um amor impossível. Desde o acidente que vitimou a irmã de Maddy que a mãe, Marcella, não pode ouvir sequer falar dos McKinnon deixando a Maddy apenas duas opções: desistir deste amor, o que para ela era o "equivalente a decidir que a sandes preferida dela era comida de gato com mostarda" ou ter uma relação em segredo, esperando, com sorte, vir a descobrir que não gostavam assim tanto um do outro. Mas "um segredo só é segredo se mais ninguém souber"…e na pitoresca vila de Ashcombe, atulhada de metediços, manter discrição poderá não ser tarefa fácil…

Resistir ao Amor é mais um divertido livro de Jill Mansell, escrito no habitual tom alegre e brincalhão da autora, que me anima sempre. Apesar de acontecer imensa coisa ao mesmo tempo, Mansell introduz as novidades de forma a não confundir nem baralhar o leitor e, apesar de começar a imaginar logo milhentas coisas quando pego num dos seus livros, ainda assim conseguiu surpreender-me com revelações que não estava mesmo nada à espera…

Nenhum comentário:

Postar um comentário